Advogado São Paulo Brasil


Carrillo Advogados - ações contra construtoras



Carrillo Advogados - Ações contra construtoras.

Há mais de 10 anos, a Carrillo Advogados atua com sucesso em indenizações contra construtoras, já tendo participado em dezenas de ações judiciais.

As construtoras, em grande parte, têm o costume de desrespeitar o direito dos consumidores, pois sabem que apenas uma parcela ínfima irá ao Poder Judiciário, reclamar a devida indenização, o que resulta em lucro extraordinário, motivando diversas práticas abusivas, tais como:

- atraso na entrega de imóvel
- defeito na construção
- construção em solo contaminado
- cobrança abusiva
- acidentes decorrentes de falha de construção
- venda sem aprovação prévia
- construção com erro de metragem
- propaganda enganosa

É de extrema importância a contratação de advogados especializados, pois as construtoras contam com departamento jurídico, voltados à defesa de seus direitos, o que coloca o consumidor em desvantagem.

Jamais assine qualquer documento sem antes falar com o seu advogado.

Conte com a experiência e com os conhecimentos da Carrillo Advogados na efetivação de seus direitos.


Leia mais

Atraso na entrega de apartamento gera indenização e a rescisão do contrato
O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro havia condenado a empresa Carvalho Hosken S.A. Engenharia e Construções ao pagamento de R$ 18 mil por danos morais, além de determinar a rescisão do contrato e a devolução de valores pagos pelo casal. A unidade habitacional que eles pretendiam adquirir fazia parte do empreendimento denominado Rio 2, que deveria ter sido construído na Barra da Tijuca. Saiba mais


- A policia e o dever de coibir a poluição sonora

Segundo, torna-se imperioso destacar o artigo 42 do Decreto-Lei 3688/41, conhecido por Lei das Contravenções Penais, que prevê a infração penal de perturbação de sossego ou trabalho alheios, in verbis: Leia mais


Vendedor será indenizado em R$300 mil por ter sido afetado com amianto
Um vendedor de telhas e caixas d água, empregado da Eternit, vai receber R$ 300 mil de indenização por danos morais mais pensão mensal vitalícia por ter adquirido câncer pulmonar decorrente da aspiração constante de pó de amianto, utilizado na fabricação dos produtos que ele vendia. O pedido, negado pela Vara do Trabalho de São José do Rio Preto (SP), foi concedido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT/SP) e mantido pela 4ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Saiba mais


Loteadora é condenada a indenizar por venda de lote não registrado

Dentre as dezenas de consumidores ludibriados, os adquirentes, acreditando na credibilidade passada pela empresa, que já havia realizado outros loteamentos na região, que garantiu que, em poucos meses, o empreendimento estaria formado, com portarias, ruas calçadas, guias, águas, luz e demais benfeitorias, o que levaria ao prometido e natural ganho de capital. Saiba mais








Artigos recentes

Contato direto com nossos advogados








  


Saiba como