Advogado São Paulo Brasil

Empresário é absolvido da acusação de insider trading



O empresário foi absolvido da acusação de uso de informação privilegiada (insider trading) na negociação de ações da Cosan, às vésperas do anúncio da listagem da holding internacional na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), em 25 de junho de 2007. O julgamento do processo, aberto em 2010, foi encerrado ontem na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O diretor-relator do caso, Roberto Tadeu Antunes Fernandes, considerou que, no saldo das operações de compra e venda de ações, não houve vantagem para os acusados, controlador da Cosan, e Aguassanta Participações, holding do bloco controlador que ele presidia. "Isso a meu ver desmonta a tese de que queriam obter vantagem indevida a partir das informações relevantes", disse Antunes Fernandes.